Follow by Email

quarta-feira, 16 de março de 2011

alimentação dos gatos

LAR ENCANTADO
O gato é um exemplo do dito popular: "você é o que você come". Tenho gatos há 12 anos mais ou menos, sempre tive cães, mas meus pais não deixavam ter os felinos e então, quando pude tê-los, quase não parei. Atualmente tenho 10 e, pelo menos 7 deles têm acima de 7 anos. Para alguns técnicos em alimentação animal e veterinários, essa é a idade de um gato não velho, mas com uma idade que já pode apresentar problemas de saúde, dependendo da alimentação. Quando adquirimos um gato, quase sempre optamos por filhote e ao castrá-lo, seja macho ou fêmea temos que considerar a saúde dele após a castração, para que ele ou ela, tenha uma vida digna e um velhice saudável, ou melhor, o mais saudável possivel. Ai que entra a alimentação. Gatos castrados ou não, sejam filhotes ou adultos têm que comer ração premium ou super premium, que possuem níveis controlados de ingredientes (ingredientes esses também essensicais ao felino) que possam dar problemas urinários, calculos na bexiga, etc. (consulte seu vet). Esse cuidado tem que contemplar qualquer gato. Não é porque ele é um vira latas (SRD), pretinho básico que não precisa de alimentação especial. Precisa sim. A raça foi determinada primeiramente pelos lugares que eles (os gatos) ocupavam no planeta e, depois, para seu deleite próprio,  o homem modificou geneticamente características como focinho, orelhas, formato da cara e boca, cor dos pelos e do corpo (assim como nos cães). Isso quer dizer que todos os gatos são iguais em suas necessidades, não importa se é o Frajolinha (preto e branco básico) ou o Snow Ball (raça persa) do filme do ratinho adotado :) Deixe água fresca à disposição, dê a quantidade de comida de acordo com a embalagem da ração e/ou o que sugere o veterinário. Dê-lhe atenção e carinho, escove-o regularmente principalmente se ele tem pelo longo, e o bichano será muito feliz.
Este é o Xanadu. Ele têm 12 para 13 anos, adotei das ruas quando ele tinha 3 meses. Ele come ração para gatos acima de 7 anos marca Hills. Dos primeiros anos até agora ele sempre comeu Royal Canin super premium. 
E mais: você quer um gato? Adote dos abrigos que estão super lotados, ou das ruas onde ele possa estar abandonado. Os animais precisam de um lar carinhoso, nunca os compre como se fossem mercadorias, pois estará contribuindo com o comércio de vidas, que será tema de um outro post.

5 comentários:

heloisa de mesquita inoue disse...

Oi?! Nunca tive um gato que durasse tanto! É mais que um filho,não?

Maluxa disse...

Oi Elaine :)
Eu sempre tive cachorro, e apesar de gatos, pensei que não me adaptasse a eles. Até que a Nina apareceu e me adoptou :)
Faz 7 anos e não é fácil agradar a esta princesa. Ela adora comida da mais rasca :) lolol
Dou-lhe Hills mas ela detesta..então dou-lhe umas latinhas gourmet de salmao de vez em quando como um miminho, mas por vontade dela era sempre!!!
É a minha "filhota" :)

Elaine disse...

Ter gatos e conviver com eles no dia a dia é uma experiência enriquecedora. Nos faz ver o mundo de outra forma. Com os animais é sempre assim, mas o gato desperta e nós o que temos de mais sensível.

Bençãos de Bastet,

Elaine

Cristina Bortoli disse...

Ainda há quem dê ração a granel ou comida, há quem busque a mais barata no mercado ou se encante com embalagens e o que nelas está escrito, sem a preocupação com o bem estar e a saúde deles.

Gatos são animais sensíveis, e mais na frente vão arcar com o ônus, em contas de veterinário, medicamentos e até o sofrimento de ver seu animal sofrendo, quando não indo à óbito.

A conscientização é o melhor caminho, quem sabe conseguimos mudar a postura de mais e mais pessoas... tomara!

Beijos, querida.

Edmur disse...

O Xanadu é escovado dia sim dia não pelo nosso filho. Ele simplesmente adora e ronrona bastante (acho que de alegria!). Agora que está "idoso" é bom escová-lo pois ele "não dá mais conta" de lamber todo seu pelo... Uma das mais recentes manias de velhinho dele é ir dormir na cama com nosso filho. É só ele chamar e lá vem o Xanadu, todo todo, pulando para a cama... É uma graça!