Follow by Email

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Meu poema


Vocês viram a Lua?

Eu sou Aquela que destina a vida das florestas e bosques. Nestes ambientes tudo viceja e permanece em perfeito equilíbrio, quando tocado por Meu amor;

Sou a defesa dos animais, bosques e florestas; Minha flecha certeira tem o destino de modificar e restaurar o que não está em sintonia com o Meu amor!

Sou o barulho das águas doces que caem nas pedras e cachoeiras e deságuam em lagos brilhantes e profundos, cheios de vida!

Sou a fertilidade das fêmeas que recebem machos perfeitos e que parem a fauna selvagem e Sou o amor e cuidados que elas dispensam a seus filhos.

Sou o cantar dos pássaros que anuncia as mudanças nos ambiente perfeitamente selvagem.

Sou o silencio frio e tenso dentro da floresta, quando a presa é finalmente alcançada pelo predador.

Sou a flora que explode em cores, fertilidade e beleza anunciando a entrada da Primevera, que dá o tom de cores e sons para vida dos seres ali existentes.

Sou a lua crescente que brilha no céu e se reflete nos lagos, trazendo beleza infinita ao cenário descrito pela poetisa.

Sou a Donzela que traz a promessa de um mundo melhor quando tudo está acabado e triste.

Sou a Deusa de tudo que é selvagem e livre!

Poema de Serena Bellatrix - Primavera (Ostara) 2007 - Direitos autorais reservados

Um comentário:

Bel Rech disse...

É um poema super protetor...
Paz e bem