Follow by Email

terça-feira, 26 de julho de 2011

Envelopes amanteigados - Vajastáska Ilona Prossen - receita Húngara

 


Todas as Fotos são do Lar Encantado


Dentre muitas amigas que tenho, esta cujas mãozinhas você vê fazendo a massa lá em cima, é da Hungria,mas já está há 50 anos no Brasil. Louquinha por ele (Brasil) e pela língua portuguesa, minha amiga Piri, lenciona aos 80 anos, francês, húngaro, italiano (minha professora e do meu filho), e fala muito bem o português, exceto quando quero dar risadas, peço a ela que fale Roraima, ai, o r do meio com som diferente do primeiro, carregado, ela não consegue. E nos divertimos muito. Ela ama fazer doces e tem muitas receitas de família e do seu país de origem, que acreditem, já adoro, sem conhece-lo. Então pedi a ela que reproduzisse em meu blog esta que é sensacional
Vamos lá, é fácil. Você vai precisar de:
300 gr farinha de trigo
200 gs manteiga em temperatura ambiente (de preferência manteiga Paulista)
2 ovos inteiros, uma colher de chá de essência de baunilha
180 gr de açúcar ou açúcar com baunilha
Geleia de damasco ou de pêssego, comprada pronta porque é mais consistente
Raspas de um limão

Modo de fazer: Numa tigela coloque a farinha e a manteiga, esfarele com os dedos, até ficar uma mistura homogênea.
Acrescente as raspas de limão, o açúcar e misture. Faça um buraco no meio como se fosse um vulcãozinho, acrescente os dois ovos e a baunilha, misture e trabalhe a massa até ficar lisa. Veja as fotos. Se ela ficar dura, acrescente suco de limão e se muito mole, acrescente um pouquinho mais de farinha. Abra a massa com o rolo, separe uma porção e com um cálice corte, as rodelas, coloque a geleia, feche os envelopes, aperte as beiradas dos envelopes com os dedos para a geleia não sair. Polvilhe açúcar em cima de cada uma. Assar em forma untada, em forno pré aquecido por 10 minutos somente à 150 graus C. Após o tempo, aperte com o dedo o envelopinho e veja se ficou durinho. Está pronto. E com café é uma delicia o aroma e o sabor do limão na massa.

6 comentários:

Cristina Bortoli disse...

Ai ai, que tortura!!! Já imaginei uma reunião de amigas, com café, chá, essa delícia, sequilhos, um bolo... Quem sabe um dia não realizamos isso?

Gina disse...

Ah, esses "envelopes" já estão devidamente anotados. Brevemente serão "selados" e, quem sabe, até "enviados" para alguém...rs!
Brincadeiras à parte, é simples e me parece delicioso.
Bjs.

Josy disse...

Oi Elaine, que delicia de envelopes, não conheço a culinaria húngara, mas dizem que é deliciosa, bem, pelo menos por essa receita vejo que deve ser deliciosa mesmo. Gostei muito por causa da geléia, tanto de damasco como a de pessego acredito que fica uma delicia. Vou levar a receita. Parabéns à sua amiga e a vc, belos envelopinhos...bjinhos

Elaine Figueira disse...

Que bom que gostaram. Josy, realmene ela é muito fácil de fazer. São receitas antigas de pessoas que não possuiam muitas coisas em casa, por causa da guerra recente. Simples e gostosa.

Elaine

Strega Mamma disse...

Olha que estas delícias nos enchem os olhos e a boca...
Vim agradecer a visitinha, e dizer que andei adoentada, e enrolada e isto me afastou da blogosfera. Espero agora poder retomar o blog e as visitas aos espaçoe e pessoas tão queridas como você. Um grande e carinhoso beijo, com as bênçãos Dela,sempre !
Liz

Rosicler disse...

Não imagina a água na boca que cresceu só de ver essas fotografias com coisas tao apetitosas.

Transmitem aconchego e recorda-me o Inverno. Quando estamos enrolados nas mantas, bem quentinhos com uma chávena de café a fumegar e a deliciar algum doce.

hummm.. :)

Abraços e gostei muito do blog :)

Rosicler